Desejo básico: a descoberta da verdade.

Meta: usar a inteligência para compreender o mundo.

Maior medo: ser enganado e iludido. A ignorância.

Estratégia: buscar informação e conhecimento. Auto-reflexão e compreensão dos processos de pensamento.

Dom: sabedoria, inteligência.

O Sábio também é conhecido como especialista, erudito, detetive, oráculo, analista, conselheiro, filósofo, pesquisador, pensador, planejador, profissional, mentor, professor e contemplativo.

Os sábios acreditam na capacidade humana de aprender e crescer como o melhor caminho para encontrar o paraíso e criar um mundo melhor. Querem ser livres e pensar por si próprios. O erudito, o pesquisador e professor são o exemplo mais óbvio.

Sábios famosos incluem Sócrates, Confúcio, Buda, Galileu e Einstein.

O Sábio está presente em todas as séries de mistério, como as de Sherlock Holmes.

Atualmente, existe uma grande oportunidade para renovar o papel do Sábio no marketing, especialmente porque a internet é uma plataforma ideal para as marcas do Sábio.

As marcas do Arquétipo do Sábio

As marcas do Sábio incluem Harvard, MIT, McKinsey, Accenture, The New York Times, Adobe e Toyota.

A Universidade de Standford decidiu, em determinado momento da história, se tornar a “Harvard do Oeste”. E conscientemente desenvolveu uma campanha reposicionando a marca, focando nos pesquisadores da instituição e se apropriando do arquétipo do Sábio.

As marcas do Sábio às vezes até cumprimentam os consumidores por serem inteligentes. A Toyota, por exemplo, diz que o Prius é “um carro que às vezes roda com gasolina e às vezes com eletricidade, de uma empresa que sempre roda com cérebro”.

As marcas do Sábio prometem ajudar você a ter mais discernimento. E a pensar com mais eficácia.

A Adobe se posiciona, de forma contundente, como uma ferramenta para sábios. Qualquer marca que ajuda as pessoas a atuar de forma mais eficiente, produtiva ou inteligente é uma ferramenta legítima na história do Sábio. 

A Intel criou sua identidade por meio da associação com marcas já respeitadas. Os clientes, vendo tantas marcas com o selo “Intel Inside” acabaram por entender que essas marcas estavam se gabando por usarem um processador Intel.

A VISA foi fundada por Dee Hock como a primeira organização bancária “caórdica” (caos + ordem). VISA é uma organização flexível que agrega bancos que concordam com certos princípios. Qualquer um pode pular fora a qualquer momento. Ninguém lhe diz o que fazer. É uma empresa que se mantém unida, não pela hierarquia ou pela segurança, mas pelas ideias em comum.

Os níveis do Sábio

Motivação: confusão, dúvida, desejo profundo de encontrar a verdade.

Nível 1: busca da verdade absoluta, desejo de objetividade, dependência dos especialistas.

Nível 2: ceticismo, pensamento crítico inovador, torna-se um especialista.

Nível 3: sabedoria, confiança, maestria.

Sombra: dogmatismo, torre de marfim, desligamento da realidade.

O Arquétipo do Sábio pode oferecer uma identidade adequada para uma marca que:

– Oferece perícia ou informações aos seus clientes.

– Encoraja os consumidores a pensar.

– Está baseada em uma inovação tecnológica, avanço científico ou conhecimento esotérico.

– A qualidade da marca é apoiada por dados comprováveis.

– O produto é diferenciado de concorrentes cuja qualidade seja questionável.

Ou clique aqui para ler o artigo sobre o Arquétipo do Explorador.

Clique aqui para ler o artigo sobre o Arquétipo do Inocente.

Clique aqui para ler o artigo de introdução aos arquétipos de marca.

Serão publicados artigos para cada um dos arquétipos. Clique aqui para ser avisado quando o próximo artigo for lançado.

Deixe seu comentário abaixo com as suas dúvidas, experiências e opiniões sobre esse assunto.